Séries Influência Klimtiana

Em continuidade de seu trabalho onde marca sua assinatura e referencial artístico em arabescos, a artista cria a série “Influência Klimtiana”. Gustav Klimt (1862-1918), artista austríaco que se consagrou na arte decorativa e nos retratos femininos através de uma pintura ornamental do estilo art noveau, servem de total inspiração nesta mostra cultural.

“Por meio de uma linguagem contemporânea procuro trazer reflexões sobre a arte decorativa apresentada atualmente no intuito de abrir caminhos para novas possibilidades artísticas. Tal como Klimt que na sua época sabia explorar bem o simbolismo decorativo”, diz a artista.
Em sua influência Klimtiana, Kézia Talisin sugere no bidimensional, janelas pictóricas coloridas que nos convidam a um passeio pela Viena do século XIX e início do século XX, numa seleção iconográfica e simbolista que caracterizaram Klimt e inspira a artista no seu gestual. Tais elementos de morfologia geométrica são uma constante nesta fase, bem como, as técnicas artísticas, porém com o uso de materiais recicláveis como tecidos e embalagens de higiene pessoal que compõem o último plano de suas obras, resultando em arte contemporânea com teor sustentável, mero paradoxo artístico com Klimt em uma de suas fases entre realidade e ilusão, metáfora que sugere a frente de seu tempo.

Outra constante neste momento de Kézia Talisin é o uso da natureza morta através da figuração arbórea, intitulada por Gustav Klimt como Árvore da Vida, um símbolo feminino e importante em todas as culturas, com seus galhos em caracóis atingindo o céu e profundas raízes na terra, outra metáfora artística em relação ao universo feminino pintado por Klimt.

Em Influência Klimtiana a artista tem como objetivo principal a apreciação do público para com uma arte ornamental, decorativa, colorida e rica em elementos iconográficos.

Curadoria e texto: Eloir Jr.
Ass. Curatorial: Kézia Talisin

Samambaias
Samambaias

Técnica: Acrílica
Dimensão: 120cm x 30cm

Página 2 de 212